New brazilian currency - Fifty and one hundred Real.

BC mostra dinheiro esquecido em outros bancos

Banco Central do Brasil anunciou nesta segunda-feira (24) a disponibilização de um novo sistema que permite aos cidadãos e empresas efetuarem consultas para verificar se possuem valores disponíveis depositados em bancos e demais instituições financeiras. O objetivo é informar sobre quantias que tenham ficado por algum motivo “esquecidas” nesses locais.

Quando o BC anunciou a criação do sistema – chamado “Registrato” – em junho de 2021, a autarquia explicou que é muito comum que os usuários não saibam ou não se lembrem da existência de saldos em suas contas.

Segundo as estimativas do BC, a “bolada” esquecida é bem volumosa: são cerca de R$ 8 bilhões à espera dos seus donos, guardados em diversos bancos e outras instituições financeiras. Logo após o anúncio, o site da instituição ficou fora do ar na noite de segunda-feira (24). O BC divulgou uma nota em que afirma ter recebido “demanda acima da esperada”. O site continua fora do ar nesta terça-feira (25).

Para acessar o sistema, disponível no site do Banco Central, o cliente tem que possuir cadastro no login único do governo federal, ou fazer um cadastro, pela internet, junto ao BC. Após conseguir acessar o sistema, basta ir até a aba “Valores a Receber”.

Se existirem valores a serem devolvidos ao cliente, este pode receber seu dinheiro de duas formas:

  • Via Pix, na conta mostrada no sistema Registrato, disponível para bancos e instituições financeiras que aderiram a um termo específico no BC;
  • Outro meio de pagamento ou transferência a ser informado pela instituição bancária onde o dinheiro estiver depositado. Neste caso, o beneficiário deverá informar os seus dados de contato no sistema, para ser comunicado.

Se o banco não enviar o dinheiro solicitado pelo cliente, o BC recomenda que os clientes se dirijam às centrais de atendimento das instituições financeiras. Se o problema persistir, os cidadãos devem registrar uma reclamação formal no Banco Central.

FONTE: tecmundo

Tags: No tags

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *