Blockchain: entenda a tecnologia que está por trás do bitcoin

Podemos dizer que Blockchain é uma espécie de “livro-contábil”, que registra diferentes tipos de transações, de uma maneira pública, compartilhada e universal. Assim, o registro e dados das transações ficam armazenados em vários computadores.

O funcionamento desse sistema acontece a partir de uma cadeia de blocos, que são adicionados a partir de um novo conjunto de registros. Essa adição ocorre de maneira linear e cronológica. As transações são trancadas dentro desses blocos por uma segura camada de criptografia, mas as informações do blockchain são públicas, ou seja, qualquer um pode auditar e verificar as movimentações que foram feitas nela.

A tecnologia ganhou destaque com o sucesso repentino dos bitcoin – moeda virtual que tem chamado atenção de investidores ao redor do mundo todo. O sucesso da moeda é tão grande que ela já somava 1,4 milhão de cadastros nas três maiores casas de câmbio de bitcoin do país até dezembro do ano passado.  O número é mais que o dobro dos cadastros na B3 (bolsa de valores paulista) e dos investidores de títulos públicos no mesmo período. Foi esse aumento de investidores no bitcoin que levantou o interesse em relação ao blockchain.

O blockchain é a tecnologia que vem sustentando o bitcoin e outras criptomoedas. Porém, enquanto as criptomoedas são vistas como uma possível nova bolha financeira por grande parte dos economistas, o blockchain tem atraído a atenção de bancos, empresas e governos, principalmente pela sua segurança e agilidade nas transações.

“A tecnologia possibilita estabelecer relações de confiança e permite que tudo seja transacionado na internet sem intermediários”, garantem alguns especialistas.

O blockchain também facilita a vida de quem trabalha no setor de comércio. Por exemplo: nas transações que ocorrem durante a compra de um carro, na qual o cliente precisa efetuar o pagamento da compra e o banco faz a validação do pagamento para que a transação seja concluída e você possa levar os documentos para serem alterados. Com o blockchain esse processo é muito mais simples, pois a própria tecnologia pode validar a veracidade da transação e dos documentos, de forma rápida e eficiente.

Deixe uma resposta