Primeiro livro editado por um robô

O algoritmo Beta Writer examinou toda a literatura científica sobre baterias de lítio e produziu uma obra técnica sobre o assunto

Manter-se bem informado em uma era marcada pela sobrecarga de informações não é uma tarefa fácil. Ainda mais no meio científico: estima-se que um total de 33,1 mil periódicos ativos em inglês publiquem ao todo 3 milhões de novos artigos por ano. A literatura especializada se expande todo dia e de um jeito exponencial. Para quem está na labuta de se manter por dentro das principais novidades, os robôs podem ser grandes aliados.

É o que promete a publicação do primeiro livro preparado inteiramente por uma máquina. A obra é fruto de uma parceria entre a editora acadêmica Springer Nature e um grupo de pesquisadores da Universidade Goethe, na Alemanha. E o editor ali é o algoritmo Beta Writer, que escrutinou milhares de páginas que continham as mais recentes pesquisas sobre baterias de íons de lítio – as que armazenam a energia que alimenta seu smartphone e notebook.

O resultado foi a elaboração de uma apostila técnica com cerca de 250 páginas que facilita a vida de quem quer se atualizar sobre essa tecnologia. Toda a pesquisa na área foi compilada de maneira organizada pelo robô, dividida em capítulos temáticos dotados de conteúdos que são uma mão na roda para o pesquisador.

Cada artigo foi introduzido por uma breve descrição. Citações dos textos originais com hiperlinks para os trabalhos na íntegra passam uma noção das pesquisas e permitem que os interessados se aprofundem. Para finalizar, o Beta Writer ainda incluiu sumários e referências – sem ajuda humana.

 

Deixe uma resposta